O Livro esta sendo comercializado exclusivamente pela amazona.com, se você pretende adquirir o mesmo basta acessar a página e adquirir tanto impresso , como por E Book. Está sendo reservado e vendido no valor de R$ 30,00 ( Trinta Reais)
Café do Poeta
Seu Perfume Inebria o Leitor
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


TECA
Alexandre ď Oliveira
 
Eu, Marquinhos Alcântara, Chiquinho Figueiredo, Alfredo de Dona Quitéria, Geasi Vale, João Torquato e tantos outros de fato fomos propriamente estes a trazer pra cá o Grupo de Teatro Experimental de Cabedelo - TECA, junto à Altimar Pimente, Cleide Rocha, Antônio Martin, Celuca, Mainha, Mitiam e Lúcia Araújo.

     Essa turma que a priori trouxe a primeira peça a ser encenar num teatro e ser exibida num palco improvisado no Colégio Imaculada da Conceição. Tudo neste era de improviso, até mesmo a iluminação. Uma banca cheia de interruptor elétrico mudava as cores de nossas cenas, isto quase dava rolo com a policia por causa de censura.

     Gente, era um Deus nos acuda. Mas fazíamos com muito amor. Fazíamos com muita garra e tínhamos resultados positivos. Tanto que foi de pires na mão pedindo auxílio a um e a outro conseguimos o nosso prédio para construir nossa sala;

      Mas como tudo que é bom dura pouco com a ida de alguns meninos a nossa casa de repente foi entristecendo e começou a aparecer traças, e outros insetos, tais quais cupins, e tiveram que fechar ás portas do mesmo sem sequer nos dar algum parecer quando este poderá receber novos atores. Novos artistas para nele se apresentar.

Alguns dos nossos acusam a nova administração , eu não os culpo por entender que aquele que nos representa não seja tão estúpido de continuar com as portas fechadas do Teatro. Mas dentre o choro e o riso eu espero ansioso que logo volte a funcionar porque ainda me vejo trabalhando no seu palco.

     E que Deus nos proteja, desejo muita Merda pro Prefeito, e que todos quebrem a perna. Quando digo isto desejo que todos que fazem parte da secretaria de cultura, que tenham êxitos nos seus trabalhos, seus planos e abram assim que possível às portas do nossa casa que já nos faz bastante falta.
 
JPA.05 05 2017

 
Alexandre Poeta
Enviado por Alexandre Poeta em 05/05/2017
Alterado em 05/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários