O Livro esta sendo comercializado exclusivamente pela amazona.com, se você pretende adquirir o mesmo basta acessar a página e adquirir tanto impresso , como por E Book. Está sendo reservado e vendido no valor de R$ 30,00 ( Trinta Reais)
Café do Poeta
Seu Perfume Inebria o Leitor
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Bola Pra Frente
Alexandre ď Oliveira
 

Entretanto, isto rola pra frente que o centro já esta pronto.  Um dia quem sabe ás pedras novamente se encontre mais experientes, e não se achem tão salvas.  Pois aquele que se veem assim ainda tem muito para contar. Bola pra frente!...

Gente, eu só sei que ferida quando muito mexida  fede e nos tira de foco por causa da dor, eu sei que deixa as vezes uma mancha , sei lá uma cicatriz que não tem jeito, e vemos então não ter cura. E isto nos atormenta,  emociona, e nos leva ao pranto. 

Será que ela só ver problemas nos outros?...

Porque só ela me acusa, não para sequer por um instante, claro que eu disse certas coisas para ela, porque uma pessoa que vive na igreja e que se acha salva não comete um terço do que ela faz.

Eu tenho uma ferida que acho que poderá me levar a morte, uma ferida que apareceu logo a despedida de uma das minhas tias se bem lembro, uma de minhas primas, me achando trouxa disse pouca e boas; só não me chamou de santo.  Meu irmão, essa ferida dói profundamente quando me lembro dos nossos momentos. 

E olha que você não tem ideia de quanto gosto de estar perto de alguém. Sei que tem horas que encontramos alguns entraves, e nestes a gente tropeça e ao cair abrimos feridas, feridas tais que podem demorar a cicatrizar, e ás vezes tais feridas não se cicatriza perdurando assim por muito tempo.

Eu, gosto sempre de pegar uma deixa de algum companheiro e assim formo meu caco, improviso meu final.  Dou meu jeito. Quem faz Teatro entende bem esta colocação, tal gíria.   Tanto que hoje estou tentando trilhar o meu próprio caminho e quem sabe dar partida em uma nova prosa. 

          Todo aquele que me conhece sabe o quanto gosto de me relacionar bem, com pessoas do bem. E vejo que conto com boa rapaziada. Tanto que percebo que de repente faço falta quando não apareço logo dando meu sonoro bom dia.
 
JAMPA. 10 06 2017

 
Alexandre Poeta
Enviado por Alexandre Poeta em 11/06/2017
Alterado em 11/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários