Café do Poeta
Seu Perfume Inebria o Leitor
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


TÔ CORRENDO ATRÁS
Alexandre  ď Oliveira 
 
 
 
Toda regra parece ter exceção, e numa destas aconteceu isto. É nada beleza!...  Não me diga que você acha que esta vida é fácil.  Que acaso é a vida que você pediu a Deus.  Gente por favor, quando eu estava deste lado, jamais imaginei de ir dormir tarde e ter que levantar cedo para comprar pão e leite para minhas crianças. 
Enquanto ela, a minha velha preparava o café.  Muita gente imagina que vida de inseto é tal e qual vida de aposentado.  Olha, que não é...  
Hoje o aposentado quando se aposenta assina uma petição para brigar pelo que tem de direito.
Pois é fato. Depois de lavarem toda a empresa naquele projeto LAVA JATO. Sobrou para quem?.... Não sabes inocente? ... 
Para nós que fazíamos parte da grande estatal. Hoje somos condenados a pagar o que jamais imaginávamos. É sim. Tínhamos a certeza que estávamos investindo numa complementação do nosso salário. 
Pessoa, ledo engano. Propaganda enganosa. Você ainda não ouviu ninguém falar sobre isto?... Pois é!...
Eles armaram e se deram muito bem. Poucos estão sendo penalizados.  Olhe, eu acho que já fiz meu comercial. 
Eu só sei meu velho amigo que para ter direito a algo mais, um cineminha, uma cervejinha com a minha rapaziada, eu tenho que ir à luta. Soltar o verbo e reivindicar meus direitos enquanto quê ofereço a você o que eu escrevi com bastante carinho.  Ai, neste moído todo. Escolha, em que poderás ajudar a este seu amigo. Falei? ... está falado. Estou precisando de uma força,
Ainda me vejo bastante jovem. Preciso muito de você.  E por isto estou fundindo a cuca, correndo atrás.  Não custa nada ver o lado deste amigo. Ainda tem muito chão pela frente e eu me sinto disposto ... E, então, estar aposentado todo mundo quer, mas quando vem para este lado encontra seus entraves.

Reescrito em : 27 de Junho de 2018. 
Alexandre Poeta
Enviado por Alexandre Poeta em 17/11/2017
Alterado em 27/06/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários